COMO AMPLIAR ESPAÇOS PEQUENOS

Para decorar espaços pequenos, cada vez mais comuns nos dias atuais, podem ser utilizados alguns truques que geram sensação de amplitude:

– APROVEITE BEM AS JANELAS
Janelas e aberturas podem ser uma importante ferramenta para ampliar espaços, pois ela puxa a atenção para o lado externo, tornando-o parte do ambiente. Valorize este efeito deixando as molduras e caixilhos da mesma cor que a parede, eliminando assim contrastes que separem a vista da janela do restante do ambiente. Quanto menor forem os caixilhos, melhor. Para privacidade, instale cortinas ou persianas leves que possam ser totalmente abertas, e instale-as próximas ao teto, para que a janela pareça maior.

yellow-vacant-sofa-in-living-room-189295

– UTILIZE MOBILIÁRIO MULTIFUNCIONAL
Móveis que se transformam são uma alternativa interessante e extremamente eficiente para racionalizar o uso dos espaços, já que utilizam uma mesma área para abrigar diferentes funções, dependendo do momento. Da mesma maneira, móveis soltos que podem ser utilizados com diferentes funções ou retirados do caminho quando necessário são também uma boa pedida.

tabua-de-passar-com-armario-moblyTábua de passar com armário – Clique para ver na loja.

– TOME CUIDADO COM PEÇAS MUITO GRANDES
É importante, ao planejar a ambientação, tomar cuidado com as proporções, pois elementos opostos ao perfil do local onde são inseridos geram contrastes que realçam essas características. Por exemplo, peças e móveis de dimensões reduzidas em espaços amplos parecem menores do que realmente são, e fazem o entorno parecer ainda maior. Portanto em locais pequenos é aconselhável que o mobiliário em geral seja também de pequeno porte, e boa parte deles com visual mais leve, apenas contrastando com um ou outro móvel mais encorpado. Isso é conveniente também por uma questão óbvia de economizar espaço onde ele já não é tão abundante.

– UTILIZE POUCAS CORES
Em espaços pequenos, qualquer excesso de informação pode ser prejudicial. E as cores são, cada uma delas, uma informação diferente. Sendo assim, o ideal é criar uma base neutra, de tom claro para não sobrecarregar, ou então dar preferência para apenas uma cor, de maneira a deixá-la bem marcada no ambiente. Pelo mesmo motivo, é interessante utilizar revestimentos lisos ao invés de estampas, pois estas representam também maior quantidade de informação visual. E ao contrário do que é dito muitas vezes, não é necessário que todas as cores sejam claras para o ambiente ficar com sensação ampla. Na verdade, as cores claras devem ser predominantes, mas cores escuras no fundo dos móveis, nas paredes atrás de móveis mais claros ou em paredes isoladas podem criar ilusão de profundidade, fazendo com que o ambiente pareça maior.

sala pequena

– DESENCOSTE OS MÓVEIS DAS PAREDES
Por mais que pareça contraditório e fora da tendência automática, o mobiliário desencostado das paredes cria uma leveza que tem como efeito principal a ilusão de amplitude. Portanto, sempre que possível, fuja daquela primeira ideia que vem à mente, de encostar cada móvel em uma parede, e aproveite melhor o espaço central dos ambientes. Áreas vazias são importantes para dar ideia de liberdade.

– FAÇA O AMBIENTE PARECER MAIS ALTO
Utilize recursos e elementos que voltem a atenção para o alto, tais como painéis, molduras de teto, elementos verticais como espelhos ou quadros. Isso faz com que as diferentes dimensões   sejam valorizadas, e com isso os limites horizontais ficam menos evidentes.

– USE ESPELHOS, MAS CAUTELOSAMENTE
Espelhos são um recurso conhecido para ampliar espaços, e são eficazes porque dão a sensação de eliminarem a superfície onde são inseridos. Por isso, para que o resultado esperado seja realmente alcançado, eles devem ser posicionados em locais estratégicos, e de preferência encostados em móveis ou outras paredes, dando idéia de continuidade. É importante também que eles sejam utilizados com moderação, pois o excesso de espelhos pode gerar um impacto visual de labirinto, especialmente quando dispostos de frente uns para os outros.

sala-neutra-1622401

– LIBERE O TETO E O PISO
Da mesma maneira que paredes livres geram leveza e consequente sensação de espaço, o mesmo vale para o teto e para o piso. Portanto uma boa dica é não encostar o topo dos armários no teto, e utilizar, quando possível, móveis suspensos.

– FAÇA AS PAREDES PARECEREM MAIS LARGAS
Quando uma parede fica com painéis, janelas ou móveis encostados em pontos diferentes e sem nenhuma conexão entre si, ela fica parecendo recortada, como se fossem vários pequenos pedaços separados. Para fazer com que ela pareça mais larga, portanto, basta usar peças mais largas e que integrem todos os elementos contidos na parede, destacando assim a sua largura total.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

5 thoughts on “COMO AMPLIAR ESPAÇOS PEQUENOS”

  1. Vou fazer um guarda roupa de gesso, mas não tenho idéia ainda do modelo, pois meu espaço é pequeno e gostaria que coubesse minhas coisas todas disse:

    Queria sugestões de como arrumar as coisas para ficar mais fácil de encontrar, como usar as caixas decorativas com utilidade, pois meu espaço é pequeno.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *