DICAS PARA ESCOLHER O CHUVEIRO

A hora de escolher o chuveiro pode ser bem confusa, com tantas informações e possibilidades que existem. Mas se soubermos o que cada especificação significa, a escolha fica mais fácil.

Veja então algumas explicações e dicas que podem ajudar a saber qual o chuveiro ideal para cada situação.

Dicas para escolher o chuveiro

Os chuveiros variam quanto ao visual, quanto a aspectos técnicos como potência e consumo, e também em características que aumentam ou diminuem o conforto. Alguns servem bem para um local e podem não funcionar em outro. Confira então cada um dos itens que deve ser analisado:

  • Chuveiro ou ducha, qual devo usar?

A primeira questão a saber é se ó chuveiro a ser comprado é um chuveiro mesmo ou se é uma ducha. A diferença é basicamente que o chuveiro aquece a água e é ligado à energia elétrica, e a ducha não. A ducha é usada em conjunto com aquecedores a gás ou  boilers, que levam a água já aquecida até ela. Por isso ela não precisa de fios nem botões nem resistência, e é ligada apenas ao cano de água na parede.

  • Qual deve ser a voltagem do chuveiro (110 ou 220V)?

Se for mesmo um chuveiro a ser usado e não uma ducha, o próximo passo a saber é se ele deve ter 110 ou 220 volts. Para saber isso, basta saber qual é a voltagem da instalação existente no local para o chuveiro. Algumas casas têm todas as tomadas com 110 volts, mas no ponto do chuveiro a voltagem é de 220. O jeito mais prático de ter essa informação é olhar no quadro de energia da casa ou apartamento, que deve ter esse número indicado.

  • Sobre o consumo e a temperatura do chuveiro

Enquanto a voltagem é medida por volts e tem a ver com a instalação existente no local, a potência é medida em Watts e tem a ver com cada modelo de chuveiro especificamente. Pode existir um mesmo modelo que tenha as opções de 6.400 e 7.700 watts, por exemplo. Isso significa que a potência deles é diferente, sendo maior no de 7.700W.

Mas atenção, essa potência se refere principalmente à temperatura e ao consumo de energia, e não à força com que o jato de água sai do chuveiro. Quanto maior a potência, maior o consumo e normalmente é maior também a temperatura máxima do aparelho. Por isso um chuveiro com mais watts de potência pode ser uma melhor opção em locais muito frios.

  • Como ter um jato d’água forte saindo do chuveiro?

A força de saída da água é determinada pela pressão com que essa água chega ao chuveiro. Quanto maior a pressão, mais forte a água sai. E dois fatores interferem na quantidade de pressão, a instalação hidráulica do local e o chuveiro em si. A instalação interfere pois quanto maior a distância até a caixa d’água, maior a pressão. Ela também pode ficar maior se o caminho da água desde a caixa até o chuveiro ou ducha tiver poucas curvas.

Se esse não for o caso do local onde o aparelho será instalado, o ideal é usar chuveiros com sistema de pressurização neles mesmos. Esses são os chuveiros que vêm com “turbo” indicado no nome ou na embalagem. Os chuveiros turbinados não aumentam o consumo de energia, pois o sistema tem a ver apenas com a pressão de ar feita dentro da peça. Mas são chuveiros mais caros na hora da compra.

  • Visual do chuveiro

Além de todos esses fatores, existe também a questão da forma do chuveiro a ser escolhido. Em relação ao visual, o ideal é escolher modelos que tenham o cano embutido na peça, ao invés de aparente. Essas são peças mais robustas, com visual valorizado. E muitas vezes isso não significa um aumento tão grande de preço.

Clique aqui para ver chuveiros na loja.

Já em relação à forma, existem os gostos pessoais, mas também deve ser escolhido um modelo que tenha a ver com o tamanho do box onde ele será instalado. Boxes muito pequenos pedem chuveiros com o jato de água voltado para baixo, e boxes maiores podem ter chuveiros com jatos que caiam um pouco mais na diagonal. Isso porque o jato em diagonal pode acabar caindo mais no vidro ou na parede do que em quem está debaixo dele, caso o espaço seja muito restrito ou o cano de fixação seja muito comprido.

Vazão de água do chuveiro

Além de tudo isso para se observar na hora de escolher o chuveiro, existe ainda a questão da vazão. Muitas vezes vem indicado que determinado aparelho tem vazão maior, ou algo assim. Isso significa que a água é mais espalhada, formando uma área maior de queda d’água sob o chuveiro. A vazão da água tem a ver com a pressão do local, que se for muito pequena pode fazer a água cair apenas aglomerada no centro do chuveiro. Mas também tem bastante a ver com a forma do chuveiro, que tende a criar maior vazão se for mais larga, com mais pontos de saída de água.

Preços e tipos de chuveiro

É possível comprar chuveiros com 30 reais a até mais de 40 mil reais. É uma variedade monstruosa. Mas a grande maioria dos chuveiros custa na faixa de algumas dezenas ou centenas de reais. Até a faixa de 100 reais já existem chuveiros muito bons, de marcas de qualidade. Aumentando um pouco o investimento, até mais ou menos 200 ou 300 reais, é possível adquirir chuveiros com maior pressão de água, os chuveiros turbo. Nessa faixa já estão também os chuveiros “duo”, com dois locais de saída de água, uma vertical e outra diagonal. Esses dois jatos podem ser acionados separadamente ou ao mesmo tempo.

Chuveiro com duas posições de jato – Clique pare ver na loja.

Já os chuveiros bem mais caros, que entram na casa de mil até vários mil reais, normalmente são aqueles que têm formas ou funções bem diferenciadas, fora do comum. Podem também ser chuveiros de materiais muito resistentes ou chamativos.

Chuveiro de teto com luz led e controle remoto – Veja na loja.

Alguns exemplos de chuveiros bem mais caros e menos comuns são o chuveiro do tipo cascata e o chuveiro de teto. Este último se explica pelo próprio nome, pois o que ele tem de especial é que é preso ao teto, podendo então ficar bem afastado da parede. Nem precisam existir paredes, inclusive. Já o chuveiro de cascata é aquele em que a água não sai de furos na peça, formando vários fios, e sim em um único bloco, como se fosse uma cascata. Existem também chuveiros com luz de led, ou então chuveiros de teto para várias pessoas ao mesmo tempo.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *