COMO USAR A COR PRETA NA DECORAÇÃO

É muito comum o medo de usar a cor preta na decoração como se a sua presença fosse automaticamente deixar o ambiente escuro e pesado. Mas isso só acontece se o preto não for usado com critério, ou seja, de maneira equilibrada e bem dosada. Não é diferente, então, de qualquer cor muito viva ou muito escura, que também devem ser usadas com moderação.



Se forem tomados esses cuidados, a cor preta cria um efeito de contraste na decoração, capaz de valorizar e destacar qualquer tonalidade que esteja à sua volta. Ela também tende a deixar o visual mais sóbrio e imponente, características normalmente associadas ao masculino, mas que pode ser apreciada e utilizada por pessoas de qualquer gênero e idade.

Fatores subjetivos associados à cor preta

Algumas pessoas têm aversão à cor preta por fatores culturais ou outras questões pessoais que fazem com que ela automaticamente associe o preto com tristeza ou energias negativas. É uma espécie de paradigma associado à cor, graças ao fato de ela ser comumente utilizada para representar o vazio ou tudo que é sombrio e melancólico. Então, embora isso não seja um fator intrínseco da cor, que não tem em si o poder de atrair negatividade, a simples associação com essa ideia por parte dessas pessoas pode tornar a presença do preto desagradável para elas, e isso sim é capaz de gerar efeitos negativos.

cozinha-completa-glamy-moblyClique para ver os móveis da imagem na loja.

Portanto, se existir uma repulsa incontrolável a essa tonalidade, ela não deve ser usada, realmente. Mas se for uma questão apenas de medo de exagerar e deixar a decoração carregada, basta observar os seguintes pontos:

– Ambientes amplos e iluminados

Para começar, espaços escuros ou muito apertados não são inicialmente indicados para receber a cor preta, embora sua presença em apenas uma parede, como fundo de móveis e prateleiras bem claras, por exemplo, possa funcionar como ilusão de profundidade, fazendo com que o ambiente pareça maior do que é.

PAREDES QUARTO-OP1-1Veja o post: “Cores para combinar com preto e branco”

– Proporção e dosagem

A dosagem do uso do preto ou de outras cores muito fortes ou escuras na decoração é essencial para não deixá-la muito pesada, e a proporção ideal, inicialmente e a grosso modo, é de cerca de 25% do total das cores presentes no ambiente, tanto nos revestimentos quanto nos móveis e acessórios. Isso significa que apenas a metade da metade dos objetos, pisos e paredes deverá ter essa cor, no máximo, caso contrário ela pode ficar excessiva. Essa proporção pode aumentar, no entanto, caso o ambiente seja bem amplo e iluminado, e as outras cores presentes sejam claras e suaves. Mas mesmo assim sem ultrapassar a faixa dos 50%, aproximadamente, que equivaleria à metade das tonalidades presentes.

QUARTO COM PAREDE LOUSA 5Quarto com parede-lousa preta.

– Cores bem distribuídas

É importante distribuir qualquer tipo de cor pelo ambiente ao invés de deixá-la concentrada apenas em uma parte. E isso é ainda mais essencial no caso do preto, pois ele chama atenção, fazendo com que uma única peça com essa cor perdida no espaço acabe puxando muito a atenção e se torne o foco de qualquer um que entre naquele ambiente. Isso faz com que o objeto ou a parede preta pareça mais pesada, pois está concentrada naquele local. Se forem usados outros detalhes em preto espalhados pelo ambiente, mesmo que pequenos, mas bem distribuídos, esse efeito é quebrado e o foco volta a se espalhar por todo o ambiente, amenizando então o impacto daquele objeto preto de maior tamanho.

SALA com lareira e adesivoSala em preto e branco com detalhes coloridos.

– Cores para contraste

Outro truque para gerar equilíbrio na decoração com preto é a composição de cores. Tonalidades mais vivas ou a simples variação de cores podem tornar o ambiente mais alegre e jovial, mesmo que as cores utilizadas sejam suaves, e tonalidades neutras e claras servem para amenizar seu aspecto escuro. A cor que mais contrasta e clareia o ambiente com preto é o branco, porém a mistura apenas de branco e preto tende a ser um pouco dura e fria, pedindo portanto o acréscimo de cores mais alegres e também de outras cores neutras e mais acolhedoras, como o creme ou outros similares. O cinza combina bem com o preto, mas por ser muito semelhante a ele em termos de frieza e sobriedade, a mistura dos dois fica melhor e mais equilibrada com o acréscimo do branco, para clarear, e a de uma outra cor para contrastar e aquecer o ambiente, como cores vivas ou então de madeira, por exemplo.


Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *