INFLUÊNCIA DAS CORES NOS AMBIENTES

A influência das cores nos ambientes depende do impacto psicológico que elas têm sobre nós, e esse impacto depende de fatores subjetivos. Faz também diferença se a cor é empregada em uma tonalidade mais viva ou mais suave, ou então se elas estão presentes com destaque ou apenas em pequenos detalhes.

Porém, de maneira geral, cada cor remete a emoções e sensações diferentes, e por isso é importante considerar seus efeitos na hora de escolher as cores a serem usadas na ambientação.

Vermelho

O vermelho é uma cor poderosa, pois tem a propriedade de parecer estar mais perto do que realmente está, e com isso chama nossa atenção facilmente. É por isso que é a cor utilizada nos semáforos para indicar o sinal de “pare”.  Seu efeito é físico, aumentando a pulsação e dando a impressão de que o tempo está passando mais rápido. Está relacionado ao princípio de “lutar ou fugir”,  pois estimula os instintos mais básicos do ser humano. O vermelho puro é então uma cor muito viva e estimulante, podendo também ser percebido como agressivo.

CORES SALA MADEIRA PRETO E VERMELHO 1

Azul

Azul é considerada a cor da mente e é essencialmente calmante, ao contrário do vermelho. Tonalidades fortes de azul ajudam a pensar com clareza e tons mais leves acalmam e ajudam na concentração. É também a cor que propicia a melhor comunicação, embora possa ser sentida como fria  e hostil por algumas pessoas. Parece estar mais longe do que realmente está, e por isso pode ajudar a criar sensação de amplitude nos ambientes.

LAVABO 3

Amarelo

O estímulo gerado pelo amarelo é psicologicamente forte, sendo considerada uma cor que atinge mais os sentimentos do que o físico ou o intelecto. Pode levantar nossos ânimos e nossa auto-estima, pois é a cor da confiança e do otimismo, embora deva ser usado com cautela, pois o tom inadequado ou a mistura mal feita com outras cores pode ter o impacto totalmente contrário, dando lugar ao medo e à ansiedade.

Verde

A onda de luz da cor verde atinge nossos olhos sem necessidade de ajustes, pois não é muito curta nem muito longa. Isso faz com que ela seja associada ao equilíbrio, e traga sensação de bem-estar. Negativamente, pode indicar estagnação, e, se utilizada incorretamente, pode ser sentida como uma cor muito branda.

Violeta

Também conhecido como roxo, o violeta tende a levar os níveis de consciência para níveis mais elevados, sendo portanto a cor da espiritualidade. Estimula a introspecção e a meditação. Seu uso exagerado, no entanto, pode deixar esse efeito excessivo, e suas tonalidades mais fortes, quando mal utilizadas, podem criar um aspecto pouco elegante.

Laranja

Por ser a mistura do vermelho com o amarelo, o laranja é estimulante e gera reações físicas e emocionais. É uma cor que remete a questões primordiais de conforto físico como alimentação e abrigo, e também a diversão e sensualidade. Por este motivo, o ideal é ser usado em dosagens calculadas e em associação com as cores corretas, para não sugerir falta de conteúdo ou seriedade.

Rosa

Sendo uma derivação do vermelho, o rosa também nos afeta fisicamente, mas de uma forma menos estimulante. Mesmo assim é importante não utilizá-lo em excesso, para não deixar o ambiente cansativo. O rosa representa o princípio feminino e a sobrevivência das espécies, sendo portanto uma cor essencialmente acolhedora e reconfortante.

PAREDES SALA 5-1

Cinza

O cinza é a única cor que não produz efeitos psicológicos diretos. Sendo assim, quando usado sozinho, pode gerar certa monotonia, mas quando em conjunto com cores mais fortes tende a amenizar seus efeitos. É portanto uma boa cor para dosar impactos e atingir o equilíbrio desejado.

Preto

O preto não reflete ondas de luz, sendo portanto considerado a “ausência de luz”, remetendo à escuridão. É por isso que muitos tendem a evitar o uso do preto nos ambientes, pois para essas pessoas ele pode inconscientemente ser associado a algo sombrio e negativo. Porém, por estas mesmas características o preto comunica discrição e clareza, no sentido de ausência de nuances e meios-termos. Por isso ele é capaz de gerar ótimos contrastes, destacando qualquer cor que esteja à sua volta. Funciona muito bem com o branco, que equilibra o resultado final.

Branco

Enquanto o preto é a ausência de reflexão de cores, o branco é a reflexão total. Simboliza pureza, limpeza e esterilidade, o que até certo ponto pode ser agradável mas para alguns pode parecer frio. Visualmente, o branco gera uma percepção mais aguçada do espaço, destacando e realçando a vivacidade das outras cores.

QUARTO TV 4

Marrom

O marrom é a mistura do vermelho com o amarelo, que seria o laranja, com o acréscimo do preto. Consequentemente, ele tem a mesma seriedade do preto, mas de um jeito mais quente e suave. Tem associações com a terra e o mundo natural, sendo portanto uma cor sólida, tradicional e associada ao conforto. Assim como em todas as outras cores, o problema pode vir dos excessos ou de percepções individuais, e no caso do marrom seria um aspecto muito pacato e antiquado.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

5 thoughts on “INFLUÊNCIA DAS CORES NOS AMBIENTES”

  1. Oi Fernanda, minha sala de estar e jantar é ampla e quadrada e pintei de pimenta verde da Suvinil por gostar da cor. Estou com dificuldade de fazer a escolha de sofa, tapete e acessorios . A sala tem um painel de TV em madeira marron cognac, um canto de churrasco com moveis brancos, mesa de jantar em vidro com cadeiras brancas. Voce poderia sugerir como harmonizar este ambiente? Obrigada

    1. Olá, Edinete! Uma possibilidade para o seu caso parece ser o uso de marrom na parede, em uma tonalidade parecida à da madeira dos móveis. Ou então o cinza ou outra cor mais viva em tom acinzentado, com a mesma cor se repetindo em outros detalhes no ambiente. Abs.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *