PROJETOS E DECORAÇÕES COM ESTILO MINIMALISTA

O conceito minimalista de arquitetura tem como base o menor uso de informações e detalhes possível em uma construção ou na decoração.

Essa abordagem surgiu com o modernismo, e é normalmente simbolizada pela frase “Less is More”, que significa “Menos é Mais”, criada pelo arquiteto Mies Van der Rohe no século XX. A idéia é racionalizar os elementos construtivos e decorativos, tornando os espaços assim mais eficientes e impedindo desperdício de material ou trabalho durante a execução.

O efeito visual acaba sendo diferente da arquitetura clássica ou barroca, por exemplo, caracterizadas por elementos trabalhados e cheios de informação visual, indo para um lado mais “clean”.

Uma questão de gosto pessoal

Não se pode dizer, portanto, que o minimalismo seja certo ou errado, e sim que se encaixa com o perfil de alguns, além de ser uma boa maneira de reduzir gastos desnecessários. Algumas pessoas, no entanto, podem se incomodar com a falta de detalhes, sentindo-a como muito fria. Nesse caso, o minimalismo é abandonado de vez, ou então são acrescentados elementos mais rebuscados que se destaquem, apenas para dar um toque, já que a decoração minimalista é normalmente mais neutra.

ESTILO MINIMALISTA

Minimalista não é sinônimo de frio

Para não deixar os espaços frios e desconfortáveis, mesmo com a decoração minimalista, podem ser usados materiais aconchegantes, como madeiras e tecidos, além de plantas e iluminação indireta.

É importante não confundir, no entanto, a decoração minimalista com ausência de objetos, como se bastasse tirar os móveis da sala para se adequar ao conceito. O objetivo é ter tudo que se precisa, criando funcionalidade e equilíbrio, porém de maneira otimizada, ou seja, com a menor quantidade de elementos e informação possível.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *