TIPOS OU ESTILOS DE DECORAÇÃO

É um pouco difícil categorizar cada ambiente ou projeto de decoração com uma única palavra, até porque muitos estilos podem estar misturados em um mesmo espaço. Mas é interessante reconhecer algumas tendências decorativas para saber compor a ambientação com critério ou explicar para um profissional quais são suas preferências nesse sentido.

– Estilo Contemporâneo

Uma das características mais citadas e buscadas na decoração é que ela seja “moderna”. O modernismo em si foi um movimento histórico surgido na metade do século XX que deixou tudo mais simples, com linhas retas, e poucos detalhes. É o que se conhece como “clean”. Além disso, a decoração contemporânea é marcada por linhas horizontais e formas geométricas bem definidas.

sala de estarMóveis da imagem: Mesa de centroMesa lateralSofáPendente

– Estilo Pop

Uma decoração em estilo pop costuma ser bem colorida, com aspecto descolado e eventualmente elementos que remetam a celebridades dos cinemas ou da música. São comuns nesse estilo de decoração as estampas geométricas bem chamativas e grafites, por exemplo.

estilos de decoraçãoClique para ver o armário na loja.

– Estilo Romântico

O estilo chamado de romântico é na verdade o tipo de decoração que tem predominantemente características tidas como femininas, por serem associadas a delicadeza e suavidade. São ambientações com estampas florais, cores claras neutras e pastéis, além de formas levemente arredondadas e com detalhes bem trabalhados, embora discretos.

estilos de decoraçãoClique para ver a poltrona com estampa floral na loja.

– Estilo Rústico ou Natural

A decoração é considerada rústica quando tem a presença de vários materiais naturais, como madeira natural, vime, palha, bambu, pedras e outros. Mas dependendo da forma como esses elementos forem utilizados, o rústico pode ir mais para a linha de praia, com um efeito mais leve, ou para a linha campestre ou colonial, que é mais robusta e tradicional.

estilos de decoraçãoClique para ver móveis para jardim na loja.

– Estilo Étnico

Estilos étnicos são aqueles que fazem referência a elementos característicos de uma ou de várias regiões do mundo, reforçando sua cultura. O estilo asiático, por exemplo, faz uso de materiais específicos como bambu e palha, e costuma ter móveis mais baixos, biombos como divisórias de ambientes e detalhes quadriculados. Já a decoração mexicana costuma ser feita com a mistura bem marcante de cores fortes, enquanto a indiana remete a estampas e esculturas de deuses e outros personagens da região. E assim por diante. (Ver também: “Banheiros com Estilo Asiático“)

enfeites estilo indiano - mbAcessórios em estilo indiano – Clique para ver na loja.

– Estilo Industrial

O estilo industrial está diretamente associado ao estilo presente nos lofts autênticos, com paredes sem revestimento e tubulações aparentes, além de ter também elementos como móveis e eletrodomésticos em ferro ou aço inox, que remetem aos equipamentos industriais. O cinza do concreto aparece também com frequência na decoração industrial. (Veja também: “O que é um Loft“).

sala industrialMóveis da imagem: SofáEstanteMesa de centroRackBanco

– Estilo Clássico

O estilo clássico se caracteriza pelas linhas rebuscadas e cheias de detalhes, típicas da decoração mais antiga, anterior ao movimento modernista. O visual fica mais cheio de informações e com aparência nobre.

comoda-murano-branco-gizCômoda clássica – Clique para ver na loja.

– Estilo Retrô

O estilo retrô ou vintage remete à decoração dos anos 50, 60 e 70, caracterizado por peças de design diferenciado que marcaram a época e são reconhecidas até hoje. O mobiliário é leve, normalmente baixo e com pés à vista, no estilo palito, além de superfícies lisas e brilhantes. O retrô tem traços antigos, assim como o clássico, porém de um jeito mais leve e descolado, e não necessariamente com tantos detalhes.

sala retrôMóveis dessa imagem: AdegaPufe – Prateleira

Como misturar estilos de decoração

Os estilos estão normalmente misturados, criando composições, mas é preciso ter sempre com algum critério para não virar simplesmente uma bagunça, onde nada é valorizado ou o efeito que surge não condiz com o desejado. Saiba mais no post “Como Misturar Estilos“.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *