COMO MELHORAR A ENERGIA DOS AMBIENTES

Os ambientes e móveis não produzem energia como os organismos vivos, mas eles absorvem a sua energia e a de quem mais estiver usando o espaço, e então emitem de volta, formando um ciclo.

O importante então é a frequência de vibração das pessoas que usam os espaços, mas alguns fatores do ambiente, mesmo antes de terem sido absorvido qualquer tipo de energia, podem interferir no ânimo das pessoas e com isso alterar essa vibração que elas emitem.

– Organização dos espaços melhora a energia

Algumas vezes se pensa em organização como sinônimo de tédio e falta de informações. Ambientes clean, com poucos elementos visuais, podem causar essa sensação a pessoas que gostem de um efeito mais descolado. Mas na verdade os dois estilos, assim como qualquer outro, pode ser organizado ou caótico, dependendo da disposição dos elementos. Não tem a ver com uma neura de combinação ou de deixar cada peça milimetricamente alinhada com a outra, e sim com a sensação de harmonia que a proporcionalidade e o equilíbrio são capazes de gerar. Existe, por exemplo, o que chamo de “bagunça organizada”, que é quando existem muitas informações na decoração, como muitas cores diferentes, por exemplo, mas elas são distribuídas com critério, e não de forma aleatória. (Veja “Como Misturar Cores de Maneira Equilibrada“). Essa organização tende a fazer com que fiquemos mais calmos e consequentemente com uma frequência mais elevada de energia.

– Sensações de aconchego e acolhimento melhoram a energia

Também faz muita diferença no nosso humor e estado de espírito se estamos nos sentindo confortáveis, e para gerar esse efeito existem vários recursos como a iluminação indireta, uso de materiais com bom desempenho térmico e agradáveis ao toque, a presença de tecidos e a maciez e qualidade dos estofados, por exemplo.

– Funcionalidade e ergonomia melhoram a energia

Ambientes funcionais são essenciais para evitar desgastes e irritações desnecessárias, como a dificuldade para passar entre os objetos ou aquelas topadas e joelhadas nas quinas dos móveis. É bem difícil manter a frequência de energia elevada logo depois de bater a cabeça ou o dedinho do pé em algum lugar ou então quando estamos com dores por estarmos trabalhando na posição errada, então as medidas e a praticidade são muito importantes nesse sentido.

como melhorar a energia dos ambientes

– Presença de elementos naturais melhoram a energia

Assim como as pessoas, as plantas são geradoras de energia, com a vantagem de não terem pensamentos, angústias e preocupações como nós, e por isso acabarem gerando uma energia constantemente positiva. Elas são então uma fonte preciosa de boas vibrações, sendo portanto sempre bem-vindas, caso exista a disponibilidade para cuidar delas. A água e o fogo podem ser também boas pedidas, pois a simples visualização desses elementos são capazes de gerar certa calma e bem-estar, se estivermos abertos a isso.

– Amplitude, iluminação e ventilação melhoram a energia

O bem-estar é fator primordial para elevar as energias das pessoas e ele é fortemente determinado pelas condições de amplitude, iluminação e ventilação dos ambientes. Isso não significa que os espaços tenham que ser enormes, carregados de luz e com ventos que levem tudo embora. Tudo é questão de dosagem e critério, gerando sensação de amplitude com amplas aberturas, por exemplo, criando a iluminação adequada a cada função, sem ofuscar a vista e favorecendo cada atividade, e mantendo uma certa ventilação, para que os locais fiquem agradáveis.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *