INVENTOR CRIA CASA GIRATÓRIA NO BRASIL

A primeira casa giratória de que se tem notícia foi feita na Argentina em 1951, por um empresário sírio. Mas um inventor brasileiro fez duas casas giratórias sem nem saber disso.

O inventor na verdade é um morador da cidade de Ituporanga, em Santa Catarina, que fez para si mesmo e para a família uma casa com andar superior giratório. Embora tenha estudado pouco, apenas os dois primeiros anos de escola, ele diz que pensa muito, e inventou tudo de sua própria cabeça.

Mais tarde, quando foi morar sozinho, ele fez uma outra casa, dessa vez térrea, que gira inteira. Até a garagem gira junto.

Como funciona a casa giratória

Na primeira, com o andar superior giratório, o sistema é manual, com uma manivela que deve ser rodada para que a casa gire. Mas não parece ser tão pesado quanto se imagina.

casa giratória em ituporanga

O sistema movimenta a casa sobre uma espécie de trilho redondo na base do segundo andar da casa. A fiação elétrica fica no centro da casa, e a tubulação de esgoto passa por dentro da estrutura de uma escada giratória, que gira junto com o andar de cima. Veja no vídeo abaixo:

A segunda casa funciona do mesmo jeito, mas com um motor que faz a casa girar ao invés de uma manivela manual. Veja as duas casas giratórias no vídeo abaixo:

Vantagens da casa giratória

A principal vantagem da casa giratória é poder se movimentar de acordo com a posição do sol. Na casa de Ituporanga, por exemplo, a intenção era deixar a varanda na sombra para tomar chimarrão, na hora que se quisesse. E também voltar os quartos, do outro lado da casa, em direção ao sol. E de quebra ficou também a possibilidade de virar os quartos para o lado mais silencioso de vez em quando, longe da avenida.

Na pequena casa giratória que o morador de Ituporanga construiu, ele diz gostar de poder entrar e sair com o carro da garagem na posição que quiser, já que a garagem não tem frente nem fundo. (Ver também: “Casa que Gira para Acompanhar a Luz do Sol“).

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *