etapas para construir

QUERO CONSTRUIR, E AGORA?

Aí a pessoa está cheia de sonhos e expectativas para a casa nova, com o terreno pronto para construir, e sem a menor ideia de por onde começar, ou com quem falar.

Essa dúvida é comum, e acontece graças à burocracia envolvida no processo e também às várias formas possíveis de fazer a mesma coisa. Mas vou indicar aqui a maneira que considero que funciona melhor, desviando de soluções do tipo “chamo um empreiteiro e vou erguendo a casa”, que costumam sair mais caras do que o planejamento correto, no final, e ainda geram piores resultados e muitas dores de cabeça durante a obra. (Ver também: “Por Que Obra Sem Projeto Fica Mais Cara“)

De maneira geral, as etapas a seguir na hora de construir são:

- 1: Fase de Projeto

Não é só porque sou arquiteta que considero imprescindível a contratação de um arquiteto para planejar uma casa ou qualquer tipo de espaço. Na verdade, não importa o nome do cargo da pessoa, importa que ela saiba como projetar. Não basta pensar em pontos isolados, como leigos costumam fazer, nem pensar apenas em estética e esquecer custos ou funcionalidade, como alguns profissionais costumam fazer. É preciso pensar em tudo, de maneira ampla e completa, incluindo questões psicológicas, práticas, técnicas e financeiras. Teoricamente, essa é a função do arquiteto.

- 2: Fase Burocrática

Como se já não bastasse a burocracia envolvida na compra do terreno, para construir também existem alguns protocolos a seguir. O primeiro deles é aprovar o projeto na prefeitura. Isso pode ser feito pelo arquiteto que desenvolveu a ideia, por um outro arquiteto ou então pelo engenheiro da construtora que irá executar a obra. Todos irão cobrar por esse serviço, mesmo que seja de maneira menos evidente, combinada com outros trabalhos. São desenhos feitos especificamente para essa finalidade, pois devem seguir regras de apresentação da prefeitura local, e o profissional deve ter registro nesta mesma prefeitura.

- 3: Hora de Construir

Com tudo aprovado, é hora de começar a construir. Embora seja possível contratar alguns pedreiros diretamente, essa é uma solução arriscada, e a obra tem tantas complicações que é difícil até de explicar o quanto não vale a pena esse tipo de economia. O ideal portanto é contratar uma construtora, que sabe como lidar com todas as questões técnicas e de logística envolvidas, e por isso pode conferir muito mais eficiência e segurança à sua obra, além de tirar um peso enorme das suas costas.

- 4: Habite-se

Obra concluída, finalmente, então vamos à mudança! Calma, tem mais uma etapa burocrática no caminho, que é tirar o habite-se na prefeitura. O habite-se é basicamente a liberação para morar na sua casa após o término da obra, com o objetivo de verificar se aquilo que foi aprovado no projeto foi realmente o que foi executado. E podem surgir mais algumas observações nessa fase, após a ida do fiscal à obra. Mas basta cumprir com as solicitações para receber a liberação.

E aí sim, é hora de curtir a nova casa, que, se tiver sido feita com o planejamento adequado e seguindo todas essas etapas, será só motivo de alegria.

Texto: Arquiteta Fernanda DG

Quer receber nossas dicas por e-mail?  

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>