DICAS PARA APROVEITAR A LUZ NATURAL

Alguns truques na hora de construir, reformar ou decorar podem ajudar a aproveitar a luz natural, criando assim uma sensação ampla e agradável dentro dos ambientes.

As janelas mais altas, que vão desde o piso ou logo acima do rodapé até o teto ou a viga de sustentação aproveitam melhor o espaço disponível nas paredes, deixando entrar mais luz.

– Sem cortinas ou com cortinas que se abram totalmente

Se o espaço disponível ao lado das portas ou janelas for muito pequeno, a ponto de deixar as cortinas na frente do vidro mesmo quando estão abertas, a ausência de cortinas pode ser melhor para aproveitar a luz. Outra opção, nesse caso, para deixar toda a abertura livre, é usar persianas do tipo rolô ou sanfonadas, que se abrem totalmente e podem ficar acima da janela.

luz natural

– Sem móveis na frente das aberturas

Para manter as janelas proporcionando toda a luminosidade e sensação de amplitude que podem, caso seja a intenção, o ideal é evitar a colocação de móveis na sua frente, encostados ou muito próximos a ela. Especialmente em quartos pequenos, com janelas de tamanho pequeno ou médio, não devem ser colocados armários que bloqueiem a visão ou a entrada de luz no canto, pois a sensação resultante é de aglutinamento, além da redução na entrada de luz.

luz natural

– Tetos de vidro

Quanto maior for a área aberta com vidros, maior a luminosidade, obviamente. E isso pode ser feito com janelas maiores na parede ou também com janelas em lugares mais incomuns, como no teto ou nas laterais entre coberturas de vários níveis (Ver também: “Iluminação Zenital“).

luz natural

– Luz Natural Tubular

Existe um sistema que traz a luz de fora para dentro dos ambientes, como se fossem luminárias. O sistema é conhecido como iluminação tubular, pois é instalado através de caixas no teto que se ligam através de tubos até a parte de fora da construção, buscando a luz natural e trazendo até essa caixa. Saiba mais aqui.

– Iluminação que passa de um ambiente para o outro

Os ambientes fechados com paredes até o teto precisam ter cada um sua fonte de luz natural, mas quando eles são abertos um para o outro a luz de cada um deles é compartilhada com o outro, deixando todos mais iluminados. Isso pode ser feito com tijolos de vidro, portas de vidro ou com paredes que não chegam até o teto ou possuem vãos abertos como se fossem janelas, por exemplo. Veja algumas dicas para iluminar ambientes sem janela aqui.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *