VANTAGENS DA DECORAÇÃO SEM PRODUTOS ANIMAIS

A exploração animal é um hábito cada vez mais questionado, envolvendo a alimentação, a higiene e o consumo em geral. E a decoração não fica de fora.

O que é a arquitetura ou decoração vegana

O movimento conhecido como “veganismo” é basicamente a decisão de evitar a exploração animal. Essa postura surge pela percepção e questionamento em relação à forma como os animais são tratados ao serem criados para fornecer alimentos, entretenimento ou matéria-prima para produtos diversos. Por serem vistos como fonte de renda, eles são objetificados e por isso tratados com absoluta falta de respeito aos seus sentimentos. O resultado é o desgaste e sofrimento que chega a ser extremo em muitos casos.

decoração vegana - decorar sem produtos animais

O nome acaba sendo popularmente associado à alimentação, especificamente. Mas na verdade, por se tratar de uma postura ética e não de uma dieta, essa decisão interfere também na escolha de produtos de higiene ou de limpeza, cosméticos, roupas e calçados, bem como dos materiais usados na decoração. A arquitetura ou decoração vegana, então, consiste em criar ambientes sem usar matéria-prima de origem animal.

Quais são os materiais de origem animal

Não são muitos os materiais de origem animal na decoração. Por isso é fácil optar por soluções com outros tipos de material. O resultado não é prejudicado, e o custo não aumenta. pelo contrário, pode até diminuir. Os materiais a serem evitados são em maior parte tecidos, como couro natural, seda, lã ou camurça ou qualquer tipo de pele animal. Os sofás, almofadas e colchas têm muitas opções de revestimento, por isso o uso desses materiais nunca é realmente necessário. (Veja também: “Tecidos para Revestir o Sofá” e “Alternativas ao Couro Natural na Decoração“).

Além disso, o preenchimento de travesseiros ou sofás às vezes é feito com penas de ganso. É um material considerado luxuoso, porém sem nenhuma vantagem real. Na verdade, praticamente todos esses materiais acabam sendo valorizados por terem um valor mais alto, porém seu preço alto vem da dificuldade de produção, e não exatamente de uma melhor qualidade.

Como decorar sem materiais de origem animal

A origem dos materiais não é o que determina seu desempenho. Portanto, entre todos os materiais sem origem animal, existem os de maior e menor qualidade. Da mesma forma, alguns são mais baratos e outros menos, assim como podem ser mais sustentáveis ou menos sustentáveis.

Dentro desse campo é então possível escolher entre todos os tipos de produtos. Inclusive materiais muito comuns e conhecidos, como algodão, tecidos sintéticos diversos (que inclusive se assemelham ao couro ou outras peles), madeira, metal, cimento, cerâmica, pedras, etc. Existem também alguns materiais mais desconhecidos no mercado, normalmente com menor impacto ambiental e maior custo. Mas eles podem ser usados ou não quando a questão for apenas evitar a exploração animal.

Por isso é muito fácil decorar sem usar os materiais de origem animal, e muitas vezes isso acontece sem perceber. Mas é interessante prestar atenção para garantir que a exploração animal não aconteça, principalmente à toa. Não requer grandes esforços e todos saem beneficiados.

Arquitetura para animais de todas as espécies

Além da preocupação com os materiais a serem utilizados, o planejamento dos espaços pode também ser feito de maneira a incluir os animais não humanos. Isso envolve pensar em soluções que envolvam o bem-estar dos cães, gatos ou outros animais que vivam dentro de casa conosco. (Veja algumas dicas de arquitetura para animais aqui). E também envolve preocupações com animais de fora de casa, evitando que pássaros batam no vidro das construções, por exemplo. (Veja formas de evitar que pássaros batam nos vidros aqui).

decoração vegana - decorar sem produtos animais

A boa arquitetura é abrangente, incluindo questões estéticas, funcionais, técnicas e econômicas. Da mesma forma, para ser realmente eficiente, ela precisa pensar em todos. Todas as pessoas, e, por que não, em todos os animais também.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *