COMO FAZER REBOCO

O reboco convencional é o que precisa ser feito nas paredes de sistemas construtivos como alvenaria ou blocos de concreto. Ele serve para regularizar a parede para receber pintura ou revestimento cerâmico, por exemplo.

Camadas de reboco

Para rebocar uma parede é preciso, no sistema convencional, de 3 camadas. Cada uma delas possui um “traço” pré-determinado, como se fosse uma receita, que é a proporção de cada material. Essa proporção precisa ser seguida para evitar rachaduras ou o descolamento do revestimento com o tempo. Esses traços e também a espessura correta de cada camada estão especificadas na norma de revestimentos verticais, a NBR 7200. As três camadas do reboco são as seguintes:

– Chapisco

O chapisco é a camada que serve para criar aderência e resistência na parede. Ele é feito com uma mistura de cimento e areia média ou grossa, que é arremessada na superfície com uma colher de pedreiro, vassoura, brocha ou com uma chapiscadeira manual. A ideia é deixar o acabamento bastante áspero para que a segunda camada fique bem firme. Além disso, por ser uma camada mais dura, similar ao concreto, os tijolos ficam mais protegidos em caso de choques ou umidade. Veja no vídeo abaixo as 4 formas de chapiscar uma parede:

– Emboço

A segunda camada é o emboço, que é aplicado na parede após pelo menos 24 horas de espera para secar o chapisco. O emboço também é conhecido como “massa grossa”, e é feito com cimento e areia, assim como o chapisco, porém em outra proporção e com adição de cal ou outros aditivos. Ele é aplicado com uma desempenadeira sobre a parede, que fica então com aparência mais lisa. Veja no vídeo como fazer o emboço da parede:

– Massa fina

A última camada a ser feita na parede é a massa fina, que é feita com areia fina, água e cal. Essa camada é especialmente importante caso o acabamento a ser colocado na parede seja a pintura. A massa fina deve ser feita com especial cuidado nos cantos e nas quinas, que devem ficar bem retas. É ela que criará a forma final da parede, que não pode ser corrigida com a argamassa da pintura. Veja no vídeo abaixo como preparar a massa fina e aplicar na parede:

Como rebocar com economia

Quanto mais as paredes estiverem retas e alinhadas, menores são as camadas necessárias no reboco. É comum que as paredes sejam feitas sem esse cuidado, com a intenção de “consertar” na hora de rebocar. Mas isso gera gastos maiores e até mais trabalho, pois mais material precisa ser preparado e colocado na parede. Além disso, normalmente as paredes não ficam totalmente retas mesmo assim.

Quando o reboco não é necessário

Em alguns sistemas construtivos o reboco não é necessário. Ele pode até ser feito, mas não é preciso. É o caso do tijolo ecológico, por exemplo, que pode ficar aparente. Outros exemplos são construções secas como o steelframe ou o woodframe. (Saiba mais sobre o woodframe aqui). Nesses tipos de construção as paredes são fechadas com painéis, que são mais lisos do que tijolos ou blocos comuns, por isso a parede já fica mais regularizada. As paredes em concreto armado são também muitas vezes deixadas expostas, dispensando o reboco.

como fazer reboco

Às vezes até os blocos de concreto são propositalmente deixados à mostra, dispensando reboco. Essa é uma alternativa que barateia a obra. Mas nesse caso é preciso tomar cuidado com o acabamento, deixando a argamassa de assentamento bem regular, e usando elementos modernos que fazem um contraponto com a rusticidade dos blocos. Veja aqui um exemplo de casa com blocos aparentes, sem reboco.

Reboco de gesso

Uma alternativa ao reboco de cimento é o reboco de gesso, que pode ser usado em paredes internas. Ele é mais barato e mais fácil de fazer do que o reboco com cimento, pois dispensa a primeira etapa, a do chapisco. Saiba mais sobre o reboco de gesso aqui.

Reboco de terra

O reboco de terra é outra opção para não ter que usar o cimento, e nesse caso a vantagem é a sustentabilidade. Saiba mais sobre o reboco de terra aqui.

Cursos e e-books que você pode gostar:

Veja também:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *