PROJETO DE ABRIGO DE ANIMAIS SEM CANIS

Hotéis e abrigos de animais costumam ser feitos com canis para os cães, para não deixar todos misturados. Mas essa não é a melhor solução, por vários motivos.

Por que canis não são uma boa solução

A ideia de que lugar de cachorro é no quintal é parte do passado. Se não está no passado, deveria estar. Eles gostam muito do contato com as pessoas, e também de conforto. A única ideia pertinente em relação a ter áreas livres para os cães é que muitos deles gostam também de ter espaço para correr. Os canis não têm nem uma parte nem outra.

O principal motivo para que canis sejam feitos nos hotéis e abrigos de animais é para manter alguns cães separados dos outros, para evitar brigas e estresse. E também para conseguir localizar todos os cães quando preciso. Realmente nos abrigos sem separação costuma ficar um caos, e não é nada agradável para os cães e nem para quem cuida deles. Principalmente onde existem dezenas ou até centenas de cães. Mas não é preciso deixá-los presos o tempo todo em canis para evitar esse problema. Existem soluções mais eficientes e até mais baratas na hora de construir.

Como fazer abrigos de animais sem canis

Embora seja difícil deixar uma quantidade muito grande de cães dentro de casa, como seria o ideal, os abrigos de animais podem ser organizados em áreas ao invés de canis. E é uma boa solução para hotéis de cães também.

projeto de abrigo de animais sem canisClique na imagem para ver ampliada.

Na verdade abrigos de cães não são e não serão nunca uma solução perfeita para os cães. Eles são um remédio necessário para a imensa quantidade de cães abandonados. O melhor mesmo seria que todos tivessem uma família, com muito mais atenção e carinho. Mas dentro dessa situação, pode ser criado um ambiente que favoreça ao máximo possível o bem-estar dos peludos que estiverem em abrigos. E nos hotéis a ausência de canis também é válida, pois aumenta a interação e diversão dos cães.

projeto de abrigo de animais sem canis

Mas isso tem que ser feito com segurança. O projeto conceitual a seguir mostra como isso é possível. Veja as características do projeto:

Áreas separadas umas das outras

Para separar o abrigo ou hotel para cães em áreas é importante ter várias áreas diferentes. Assim cães que não tenham o mesmo ritmo ou que não se deem bem podem ficar sem contato. Mas sem perder  o espaço ou o contato com outros cães. E é também preciso fazer isso para diminuir a quantidade de cães para administrar na hora de entrar em cada área, na hora de limpar por exemplo.

projeto de abrigo de animais sem canisClique na imagem para vê-la ampliada.

Nesse projeto, a área 1 é a maior, com uma grande área externa onde podem ser feitas até brincadeiras de agility. É o espaço para cães mais jovens e ativos. A área 2 é para cães mais calmos, idosos ou de pequeno porte, com uma sala de descanso mais reservada e área externa um pouco menor. E a área 3, no andar superior, é para cães que precisem ficar mais isolados, como cães doentes ou mães com filhotes por exemplo. Além de ficarem em um espaço mais resguardado, eles ficam em contato direto com a casa, facilitando na hora de dar remédios por exemplo.

Na hora de separar o espaço em áreas, é sempre importante não deixar uma área em contato direto com a outra, separadas apenas por grades, por exemplo.  Isso evita que os cães de uma área briguem com os cães da outra.

Espaço coberto com tocas e espaço descoberto com gramado

Cada área precisa ter uma área coberta e outra descoberta, com gramado. Esse gramado pode ser feito com grama natural ou grama sintética. A grama natural é mais agradável, reduz a temperatura e os cães adoram. Mas a sintética também agrada, e pode ser do tipo que não retém calor. A vantagem no caso do abrigo para cães é que a grama sintética não tem microorganismos que possam causar infecções ou doenças, e é mais fácil de cuidar, pois não precisa ser cortada. E nos dois casos os cães podem correr sem impacto nas patas, urinar sem fazer sujeira e rolar no piso como eles gostam. (ver também: “Grama Sintética ou Natural, Qual Escolher“).

projeto de abrigo de animais sem canis

E no espaço coberto podem ser feitas várias tocas em alvenaria, por exemplo, para ocupar menos espaço e deixar os cães se sentindo protegidos. Eles costumam gostar de ficar em locais escondidos ou altos, por isso é interessante ter as duas opções. Os cantinhos em alvenaria funcionam bem porque não podem ser destruídos por eles e formam tanto as tocas na parte de baixo como a área mais alta na parte de cima. Essa distinção é útil também para situações em que um cão quer ficar sem muito contato com algum cão que esteja na mesma área. Ao ficar em diferentes alturas eles acabam brigando menos, e ficando mais tranquilos.

projeto de abrigo de animais sem canis - tocas de alvenaria

Versatilidade dos espaços

O espaço é melhor aproveitado quando algumas áreas e ambientes podem ser usados para mais de uma função, dependendo do momento.

projeto de abrigo para caes - áreas multiusoClique na imagem para vê-la ampliada.

É o caso de uma parte da área 2, por exemplo, que pode ser uma garagem quando preciso, e também da parte coberta dessa mesma área, que pode ser usada como uma sala para cursos, por exemplo.

Casa com visão de todas as áreas

A casa da pessoa responsável por cuidar dos cães tem visão de todas as áreas, pela janela ou pelo terraço. Essa proximidade é importante para que eles possam ser supervisionados, e especialmente para fazer os cães se sentirem mais próximos das pessoas que estão ali.

projeto de abrigo para cães - casa

Área de refeições separada

O abrigo conta também com um refeitório para os cães, com pequenas baias. Os cães ficam nesse local apenas quando vão se alimentar, e depois ficam soltos novamente. Isso impede brigas em função de disputa de comida, e também permite saber se todos eles estão se alimentando bem.

projeto de abrigo para cães - refeitório

Acesso independente para a rua

As duas áreas maiores têm acesso separado para a rua. Assim um ou mais cães de uma área podem sair para a rua para fazer passeios ou serem levados para qualquer local sem passar por todos os cães da outra área. Isso facilita a entrada e saída dos cães, mesmo no sistema sem canis.

projeto de abrigo para cães - acesso

Espaço reservado para lazer

Além das áreas onde os cães ficam normalmente, existe também um espaço de playground onde eles podem ficar de vez em quando. Nessa área podem ser colocadas piscinas, escorregadores, túneis, cama de bolinhas, pula-pula. Dessa forma eles não ficam sempre no mesmo local, sendo mais estimulados na rotina diária. E isso também aumenta a segurança, pois permite que eles usem esses tipos de brinquedos apenas sob supervisão, quando são levados a esse local.

projeto de abrigo para cães - playground

Os cães precisam gastar energia, e normalmente fazem isso melhor quando são estimulados. Isso é extremamente importante para que eles fiquem fisicamente e psicologicamente equilibrados. Portanto o espaço arquitetônico busca estimular e facilitar que sejam feitas atividades entre as pessoas e eles. Mas esse hábito precisa ser adotado pelos cuidadores para  realmente funcionar.

Depósito fechado

O abrigo tem uma sala fechada para guardar rações, remédios e outros objetos. É importante ter uma sala como essa que possa ser fechada, para evitar a entrada dos cães. Assim o material fica mais protegido e é mais seguro para os cães.

projeto de abrigo para cães - depósito

Recepção sem contato com os cães

A recepção logo na entrada do abrigo permite que visitas sejam recebidas antes de entrar no campo de visão dos cães. Isso ajuda a evitar a agitação e os latidos dos cães quando uma nova pessoa é recebida no local. O contato com eles fica sendo então opcional, apenas para quem vai até lá realmente para vê-los.

projeto de abrigo para cães - recepção

Vídeo do projeto de abrigo de animais sem canis

Veja o projeto do abrigo no vídeo abaixo:

Projeto e imagens: Arq. Fernanda DG
Veja mais dicas sobre arquitetura para animais aqui.

Cursos e e-books que você pode gostar:
Veja também:

4 comentários em “PROJETO DE ABRIGO DE ANIMAIS SEM CANIS”

  1. Oi fernanda td bem? Esse projeto é seu? achei muito interessante gostaria de poder usar como estudo de caso no meu TCC se vc permitir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *